domingo, 26 de outubro de 2014

DESAFIOS DE DILMA

Dilma terá de recompor base no Congresso para governar
Analistas avaliam dificuldades para formação de bloco de apoio ao governo.
Para eles, presidente reeleita terá de buscar uma coalizão mais consistente.


Uma das condições imprescindíveis para a presidente reeleita Dilma Rousseff (PT) conseguir governar será recompor sua base de apoio no Congresso Nacional. A partir de janeiro, quando assumir o segundo mandato, ela precisará de votos da maioria dos deputados e senadores para aprovar as políticas que propôs na campanha.
O G1 publica até a próxima quinta-feira (30) uma série de reportagens sobre cinco desafios que o futuro presidente terá de enfrentar durante o mandato. Os outros quatro temas são infraestrutura, Olimpíadas, salário mínimo e escolha de ministros para o Supremo Tribunal Federal.

Dilma é eleita presidente com 51,9% dos votos

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Delcídio entra na reta final à frente com 53%, aponta pesquisa




O Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), realizou entre os dias 16 e 19 de outubro, pesquisa encomendada pelo grupo Feitosa e Companhia Ltda., em 38 municípios de Mato Grosso do Sul, abrangendo todas as regiões do estado. O resultado apontou que, se as eleições fossem hoje, o candidato Delcídio do Amaral (PT) da Coligação “Mato Grosso do Sul com a Força de Todos” venceria com 53% dos votos, contra 47% de Reinaldo Azambuja (PSDB) da “Coligação Novo Tempo”, contados apenas os votos válidos, conforme contabilizados pelos Tribunais Eleitorais.

Na pesquisa estimulada, quando o entrevistador apresenta ao eleitor os nomes dos concorrentes, Delcídio lidera com 44% das intenções de voto contra 39% de Reinaldo, sendo que brancos e nulos somam 7% e indecisos 9%.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

PEC 339/09, que assegura adicional noturno aos policiais e bombeiros poderá ser votada após 2º turno das Eleições.

policiaispm

Plenário vai retomar votações depois do 2º turno com PECs polêmicas em pauta

Câmara poderá analisar, entre outros temas, a criação de adicional noturno para policiais e bombeiros; o aumento de repasses ao FPM; e a aposentadoria integral para servidor aposentado por invalidez.

Major fala em farsa e diz que não pediu voto



Major Carliomar Barros, em entrevista ao programa eleitoral do candidato José Melo, nega que tenha negociado voto na cadeia (Foto: Reprodução)

MANAUS – O major Carliomar Barros Brandão, subsecretário de Justiça e Direitos Humanos que aparece em diálogo com traficante em um presídio de Manaus mostrado em reportagem da Revista Veja neste domingo, 19, disse, no programa eleitoral do candidato José Melo (Pros) desta segunda-feria, 20, que a reportagem foi “uma farsa” e que não pediu voto em nenhum momento para a candidatura do governador à reeleição neste segundo turno. O major, de acordo com o apresentador do programa eleitoral, foi exonerado por Melo na noite de domingo, logo depois da publicação da revista.


sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Delcídio prega ‘ousadia’ na gestão e garante investimento para evitar bicos na PM


Ouça o que o Delcídio disse sobre a segurança 
Publica nos últimos oito minutos da entrevista.

Os policiais que atuam nas cidades próximas à Bolivia e ao Paraguai merecem tratamento diferenciado”. (Foto: ABr)

Candidato do PT ao Governo do Estado, o senador Delcídio do Amaral defende maior ‘
ousadia’ do Executivo na gestão da segurança pública e garante que, se eleito, vai 
investir para evitar que policiais militares façam o chamado ‘bico’ para complementarem 
suas rendas
. Em entrevista ao programa Tribuna Livre, da FM Capital, na manhã desta
 quinta-feira (16), o petista ainda defendeu a separação dos presos estaduais e federais.

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

MS tem déficit de aproximadamente seis mil policiais militares

Em entrevista ao SBT-MS 1ª Edição, nesta quarta-feira (15), o presidente da ACS (Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar de Mato Grosso do Sul), Edmar Soares da Silva, falou sobre o déficit de policiais militares e propôs, além da reposição contínua do efetivo, que os oficiais ‘sintam o dia a dia’ de um praça dentro da viatura.“É preciso que os oficiais saiam do anonimato e venham somar dentro das viaturas. Quem não está na posição de comando, que esteja dentro de uma viatura para sentir o dia a dia de um cabo, soldado e sargento que combatem o crime nesse Estado”.


http://ronda.org.br/sbt-ms-ms-tem-deficit-de-aproximadamente-seis-mil-policiais-militares/

sábado, 11 de outubro de 2014

Em aniversário de 37 anos, Mato Grosso do Sul comemora urbanização e desenvolvimento

Motivos de orgulho não faltam para a população comemorar o aniversário de Mato Grosso do Sul, criado há exatos 37 anos, com a divisão do Mato Grosso uno, em 1977. Na época da Divisão do Estado, Mato Grosso do Sul ficou com 1.354.206 habitantes - Mato Grosso ficou com algo em torno de 900 mil. Hoje, o número em MS saltou para uma população estimada em 2.619.657, conforme levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Número de ex-policiais eleitos deputados aumenta 25%

 
Para analistas, policiais eleitos tendem a formar bancadas para defender posições políticas comuns

O número de parlamentares ex-policiais eleitos no pleito de domingo cresceu 25% em relação à eleição anterior. Segundo especialistas ouvidos pela BBC Brasil, esses deputados federais e estaduais tendem, além de se dedicar ao tema da segurança, a se organizar em "bancadas" para defender temas ligados à classe policial e para apoiar posições políticas comuns.

domingo, 5 de outubro de 2014

ELEIÇÕES 2014 - RESULTADO

sábado, 4 de outubro de 2014

Projeto libera porte de armas no Brasil

O Projeto de Lei 7282/14, em análise na Câmara, libera o porte de armas no País. Pelo texto, do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), “poderá ser concedido porte de arma de fogo para pessoas que justificarem a necessidade para sua segurança pessoal ou de seu patrimônio”.
Atualmente, a Lei do Desarmamento (10.826/03) restringe a concessão de porte apenas às categorias profissionais que dependem de armas para o exercício de suas atividades – como policiais, integrantes das forças armadas e guardas prisionais.

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Presidenciáveis fazem gestos obscenos e tropeçam diante das câmeras

Videorreportagem mostra os erros de comunicação de Dilma Rousseff, Marina Silva e Aécio Neves durante a campanha. Em debates, entrevistas e sabatinas, eles escorregaram diante das câmeras, fazendo até gestos obscenos durante suas falas. Visite o UOL Eleições.

O que fica proibido na campanha eleitoral de quinta a domingo


Veja nha 

7 / 17


Panfletos e santinhos podem ser distribuídos até às 22h do dia anterior à eleição. 
É proibida sua distribuição apenas em órgãos públicos ou em bens cujo uso 
dependa de cessão do poder público, como igrejas. E todo material impresso 
de propaganda eleitoral deverá conter o CNPJ ou CPF do responsável pela 
confecção e daquele que contratou, bem como a respectiva tiragem.

leia mais aqui:

http://eleicoes.uol.com.br/2014/noticias/2014/09/30/