sábado, 5 de julho de 2014

DIAS DE INTOLERÂNCIA

É do professor de história André Luiz Ribeiro, 27, o mais recente relato sobre uma onda de violência baseada na intolerância que persiste no Brasil em 2014. 
Confundido com um ladrão em São Paulo, ele foi espancado e só conseguiu escapar depois de dar aula sobre Revolução Francesa a um dos bombeiros que o resgataram. 

Da postagem no Facebook da foto de um adolescente negro acorrentado a um poste no Rio de Janeiro até a morte da dona-de-casa Fabiane Maria de Jesus no Guarujá (SP), foram mais de 50 casos neste ano. 
São aprisionamentos, espancamentos coletivos e cenas bárbaras que já fizeram vítimas em quase todos os estados do país, contando apenas os noticiados –não há estatística criminal sobre linchamentos no Brasil.

O G1 mostra nesta reportagem especial as faces dessa intolerância. Detalhes dos crimes, suas vítimas, a origem, seus autores, suas causas e consequências.
‘Foi algo surreal’