sábado, 18 de julho de 2015

Policial de MS recebe recado na web de jovem que debocha da polícia


O policial militar da reserva de Mato Grosso do Sul Geter Ostemberg, de 48 anos, recebeu em sua página do Facebook mensagens enviadas pelo jovem de 21 anos procurado por fazer ameaças e debochar de policiais nas redes sociais. Durante buscas da polícia, o irmão dele foi preso por tráfico de drogas.

Em uma das mensagens, o suspeito diz "Aqui no Noroeste não tem polícia e eu que mando", fazendo referência ao bairro de Campo Grande na saída para Três Lagoas. Em outro recado, o jovem demonstra saber que Ostemberg é policial da reserva e fala para o militar pedir demissão porque "A PM não tá cm nada (sic)".

PMs trabalham com coletes à prova de tiros fora da validade


A falta de condições é, mais uma vez, motivo de reclamação dos servidores da segurança pública de Mato Grosso do Sul. Em Dourados – a 228 km de Campo Grande – policiais militares denunciaram de que 80% dos coletes à prova de balas do efetivo dos policiais militares estão com prazo de validade vencidos.

Segundo a Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul, 120 dos 150 equipamentos que deveriam garantir a proteção das equipes da cidade do sul do Estado contra a perfuração por armas de fogo estão fora do prazo de validade, alguns há três anos.

Segundo o cabo Aparecido Lima, 47, diretor da ACS em Dourados, a situação ocorre no Estado inteiro e não há mais como trabalhar com essa insegurança. “A gente tem que reivindicar, se ninguém nunca cobrar aí vão dizer que a gente fez vista grossa. Essa ‘doença’ é antiga, um governo que vai passando pro outro”, afirmou Lima.