domingo, 14 de fevereiro de 2016

Entidades se reúnem para traçar estratégias para negociação salarial deste ano ACS e AOFMS



ACS e AOFMS se reuniram nesta quarta-feira, em Campo Grande. (Foto: Divulgação)

As principais entidades representativas dos servidores militares de Mato Grosso do Sul se reuniram, nesta quarta-feira (3), para traçar as primeiras estratégias a serem adotadas durante as negociações salariais deste ano. Desde o dia 4 de janeiro, após iniciativa da ACS (Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar de Mato Grosso do Sul), a categoria aguarda uma primeira audiência com o Executivo para tratar do reajuste salarial de 2016.

Na reunião, entre o presidente da ACS, Edmar Soares da Silva, e o presidente da Associação dos Oficiais Militares, Alírio Villasanti, ainda foi reforçada a necessidade da união da categoria para conseguir a implantação de uma política salarial para os próximos anos, de modo que o salário do soldado em início de carreira esteja vinculado percentualmente ao de um coronel, já com mais de 26 anos de serviço.

Desde outubro as entidades vêm buscando diálogo com o Governo do Estado para a implantação da política de valorização profissional para os policiais militares e bombeiros. À época, Edmar e Alírio se reuniram com o secretário-adjunto da SAD (Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização), Édio de Souza Viegas, para começar a por em prática as propostas feitas pelo Executivo, no meio do último ano, na Carta Compromisso -o que inclui uma proposta de verticalização salarial progressiva na categoria.

Mais tarde, no dia 23 de dezembro, Edmar se reuniu novamente com o adjunto da pasta para validar as demandas contidas na Carta. Já no dia 4 de janeiro deste ano, a ACS se antecipou e protocolou pedido para dar início às negociações salariais da categoria, sem reajuste desde dezembro de 2014. O documento ainda pauta para a reunião outras demandas apresentadas em relatório dos servidores do Poder Executivo.

“Acreditamos que em 2016 essas demandas serão conquistadas com muita união, competência, diálogo e trabalho”, disse Edmar.

Jeozadaque Garcia
Assessoria de Imprensa da ACS

0 comentários :

Postar um comentário