sexta-feira, 20 de maio de 2016

Polícia Militar em Dourados receberá 320 coletes balísticos

Coletes novos são garantia de maior segurança para os policiais de Dourados e do Mato Grosso do Sul. (Foto: Arquivo)Coletes novos são garantia de maior segurança para os policiais de Dourados e do Mato Grosso do Sul. (Foto: Arquivo)
A Polícia Civil e a Polícia Militar de Mato Grosso do Sul vão receber nos próximos dias 1.331 novos coletes balísticos. Destes, cerca de 320, ou seja, 24,6% serão destinados para Dourados. Serão distribuídos 866 equipamentos de proteção e segurança individual para a Polícia Militar e 465 para a Polícia Civil.

Em Dourados, segundo o comandante do 3° Batalhão de Polícia Militar, todos os policiais devem receber o equipamento novo, o que significa em torno de 320 unidades para a maior cidade do interior do Estado. O número representa mais de 20% do total destinado ao MS. No entanto, a aquisição do Estado será de 5 mil unidades ao todo. "Isto vai fazer com que todos os PM’s possam ter o equipamento individual. Em uma próxima aquisição também haverá contemplação para Dourados", disse o tenente coronel Carlos Silva, comandante da PM na cidade.

A informação é um alívio para a segurança pública em Dourados, que convivia com equipamentos vencidos, colocando em perigo a vida dos policiais que defendem a sociedade. "Em todo o caso é uma ótima notícia que tem mostrado o pensamento da Sejusp em atender a nossa cidade", completou o comandante.

No ano passado, a informação de que coletes estavam vencidos há 6 anos chamou atenção até mesmo do Ministério Público. Ainda não se tem informação sobre a quantidade destinada à PM e Polícia Civil.

Devem chegar nos próximos dias em Mato Grosso do Sul, 1.131 novos coletes balísticos masculinos. Sendo que 700 serão destinados para homens da Polícia Militar e 431 para os da Polícia Civil de todo o Estado.

O quantitativo de coletes destinados a cada Estado foi estabelecido a partir de consulta aos Estados e na Pesquisa de Perfil das Instituições de Segurança Pública, realizada pela Senasp, que traça quadros sobre a situação de efetivo, equipamentos e outros pontos relativos aos órgãos policiais e também de perícia e bombeiros.

0 comentários :

Postar um comentário