sexta-feira, 12 de agosto de 2016

12 de agosto- Dia Internacional da Juventude

Resultado de imagem para dia internacional da juventude
Celebrado no dia 12 de agosto, o Dia Internacional da Juventude foi instituído pela Assembleia Geral da ONU em 1999, como resultado da Conferência Mundial dos Ministros Responsáveis pelos Jovens, em Lisboa. A comemoração pretende dar mais visibilidade aos problemas enfrentados por nossa juventude, tais como a educação de baixa qualidade, más condições de vida e desrespeito aos direitos do cidadão. Além disso, o Dia Internacional da Juventude visa instigar o comprometimento de toda a sociedade com a causa.

Embora infelizmente de forma muito lenta, a temática acerca dos direitos da juventude vem ganhando espaço e se consolidando em diferentes países como uma questão de relevância pública de grande parte dos movimentos, entidades e formuladores de políticas, tendo conquistado avanços significativos. Atualmente, somando um grupo que ultrapassa a marca de um bilhão, os jovens do mundo representam o futuro de nossa sociedade. É neste grupo que encontraremos os grandes líderes de amanhã nos altos cargos dos governos ou de grandes empresas. Entretanto, muitos desses jovens de todo o mundo não têm a educação, a liberdade e as oportunidades que merecem. Mas, apesar das dificuldades enfrentadas, eles vêm-se mobilizando em grande número para construir um futuro melhor. Para que esse futuro se torne realidade, não só os governos, mas toda a sociedade, deve cumprir seu papel na educação e na inserção dos jovens no mercado de trabalho. É o caso dos países da UE que adotaram o princípio da Garantia para a Juventude em abril de 2013, para luitar contra o desemprego juvenil.

Não apenas um motivo de celebração, a data serve de referencial para entidades dos movimentos sindicais, sociais e populares como oportunidade para dar visibilidade às luitas da juventude ao redor do mundo. Esses grupos comemoram com a realização de manifestações, debates e atos públicos em defesa dos direitos da juventude. A data, de extrema importância, deve ser celebrada, pois é através dela que se torna possível despertar na juventude mundial a importância de ouvir, reconhecer opiniões diferentes, resolver seus conflitos, viabilizando a construção de um futuro repleto de oportunidades e dignidade. Este dia deve ser dedicado exclusivamente à juventude, pretendendo promover o respeito pelos direitos humanos, pela liberdade e pela solidariedade.

O Dia Internacional da Juventude surgiu como recomendação da Conferência Mundial de Ministros Responsáveis pela Juventude que se realizou em Lisboa de 8 a 12 de agosto de 1998. A Assembleia geral da ONU, em 1999, cria então esta Jornada Internacional. Desde esse momento todos os anos, várias atividades são realizadas para marcar esta data: atividades culturais e de lazer, eventos turísticos e descontos em diversos serviços e bens. Embora várias organizações promovam este dia, temos que recomendar a todos os pais e mães que o façam também com os seus filhos ou com os seus alunos, promovendo o diálogo sobre diversos temas pertinentes para esta faixa etária, com atividades especiais, e mesmo celebrando o dia sentindo-se também um pouco jovens!

No Brasil, a data transformou-se em Lei desde 2002, através do Decreto 10.515/02, de autoria da deputada Alcione Athayde. «Uma data em que se comemore o Dia da Juventude contribui para dar mais visibilidade ao problema e possibilitar o comprometimento de toda a sociedade com essa causa», avalia Alcione. Problema esse que se refere aos direitos do cidadão como educação e qualidade de vida, através de um bom emprego. Atualmente os jovens no mundo já somam mais de um bilhão e são eles que nos representarão no futuro, neles que encontraremos os gestores de pessoas e grandes líderes de amanhã nos altos cargos dos governos, em grandes empresas. Para isso, não apenas os governos, mas toda a sociedade deve cumprir seu papel na educação e na transição desses jovens para o mercado de trabalho.

A data é muito importante e deve ser celebrada, já que é através dela que podemos despertar na juventude do mundo a importância de ouvir, reconhecer opiniões diferentes, resolver os seus conflitos. Para que possam colocar-se cada vez mais diante de seus direitos e reconhecer que serão o futuro das diferentes nações do planeta Terra.

0 comentários :

Postar um comentário