segunda-feira, 7 de março de 2016

Policiais param rondas para vigiar presos nos hospitais

56dd7870f13b0239cce8e9f885a0d412b2a4b4d23655b



Ao invés de estarem nas ruas de Dourados, Policiais Militares são “trancafiados” 24h por dia em hospitais públicos vigiando presos doentes. Além do desvio de função, os policiais são obrigados passar 24h sem descanso, enfrentar as más acomodações em cadeiras de fio improvisadas e ainda enfrentam os riscos de contaminação. As denúncias são da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul (ACS/PMBM/MS), que ingressou com pedidos de providências no Ministério Público Estadual, através da 16ª Promotoria.