domingo, 26 de fevereiro de 2017

Instituída Frente Parlamentar Permanente de Segurança Pública e Penitenciário


Frente discutirá soluções para crimes da faixa de Fronteira

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso Sul instituiu oficialmente a Frente Parlamentar Permanente de Segurança Pública e Penitenciário (FPSPP), a partir desta sexta-feira (24/2), conforme publicação no Diário Oficial do Legislativo.

A Frente tem o propósito de “debater, discutir, propor, buscar soluções e de acompanhar a execução de políticas públicas relacionadas ao enfrentamento mais eficaz aos crimes ocorridos ou em trânsito na faixa de fronteira”.

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Mulheres de PMs do Espírito Santo fecham acordo com o governo para iniciar negociação

BloqueioNA PORTA dos batalhões será suspenso; primeira reunião do acordo será na quinta

As mulheres dos PMs do ES vão encerrar hoje os bloqueiosarquivo pessoal/Movimento das Famílias PMES


As representantes do Movimento das Famílias PMES, formado por mulheres e parentes de policiais militares do Espírito Santo, chegaram a uma acordo com o governo estadual na manhã deste sábado (25) e decidiram suspender os bloqueios nas portas dos batalhões.
"Foi uma negociação longa que começou ontem [sexta] às 15h40 e só terminou mesmo hoje, às 7h20. Mas conseguimos chegar a um resultado. Vamos suspender o movimento para construir uma ponte de diálogo com o governo para debater todas as nossas reivindicações", disse Gilmara Vazzoler, uma das líderes do movimento.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

CEL WALDIR É O NOVO COMANDANTE GERAL DO MS.

Passagem de comando PM de Mato Grosso do Sul (Foto: Gabriela Pavão/ G1 MS)

Passagem de comando PM de Mato Grosso do Sul (Foto: Gabriela Pavão/ G1 MS)



Membro da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul desde 1986, o coronel Waldir Ribeiro Acosta é o novo comandante da corporação. Ele assumiu o cargo de Comandante-Geral nesta quinta-feira (16), no lugar do coronel Jorge Edgard Judice Teixeira, que deixou o cargo após um ano.

A solenidade de Passagem do Comando-Geral foi no Quartel do Comando Geral, na presença de autoridades. Em entrevista à imprensa, o comandante-geral da PM falou sobre o desafio do cargo e disse que o policiamento comunitário e preventivo serão prioridades. É a primeira vez que um praça assume o comando da corporação, segundo o secretário de justiça e segurança pública, José Carlos Barbosa.
Waldir Ribeiro Acosta, novo comandante-geral da
PMMS (Foto: Gabriela Pavão/ G1 MS)

"Representa satisfação para nós, tendo em vista que começamos a carreira em 1986 como sargento. A priodade é dar continuidade ao trabalho que vem sendo feito, na parte operacional e no policiamento comunitário"

domingo, 5 de fevereiro de 2017

Reforma da Previdência assusta e aposentadorias na PM sobem mais de 1.000 %

Desde que o governo federal anunciou mais uma Reforma da Previdência, em dezembro do ano passado, os brasileiros estão em alerta para não perder benefícios e ter que trabalhar mais tempo. Com os servidores públicos não é diferente. Pedidos de aposentadoria se multiplicaram nas repartições. Na Polícia Militar do DF, as solicitações subiram tanto que já preocupam, colocando em risco a segurança oferecida à população.

Somente entre dezembro de 2016 e janeiro deste ano, 1.008 PMs deram entrada na reserva remunerada, aumento de quase 1.000% em relação ao mesmo período de 2015/2016, com 97 pedidos.
Os dados da própria corporação mostram o motivo da preocupação que atinge gestores, associações e especialistas. Em todo o ano de 2016, os pedidos de aposentadoria chegaram a 1.337. Apenas em janeiro deste ano, foram 863.
Editoria de Arte/Metrópoles

A debandada dos policiais está exigindo malabarismos na hora de planejar as estratégias de proteção ao cidadão. O efetivo atual, de 12,2 mil militares, que se revezam em escalas para garantir o policiamento ostensivo nas ruas da cidade, é insuficiente e está defasado.

Em visita ao Metrópoles, o comandante-geral da PMDF, coronel Marcos Antônio Nunes de Oliveira, afirmou que tem feito remanejamentos constantes, retirando pessoal da área administrativa e enviando para as ruas.

Coronel Nunes, comandante da PMDF, disse estar preocupado com a situação