quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Comando da PM fecha o cerco contra 'bicos' ilegais e policiais reclamam

« prev

O Comando-Geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul quer coibir uma prática ilegal comum para alguns policiais: os bicos nos horários de folga. Nesta terça-feira (1), os comandantes de todas as unidades receberam uma circular com ordem para fiscalizar e coibir as atividades remuneradas fora da corporação. O documento manda aplicar as sanções previstas a quem for flagrado.

O debate sobre os bicos ilegais é antigo. A prática, no entanto, não tem nenhum amparo legal. "Quem faz bico, acaba privatizando a segurança pública. Todos os policiais, quando fazem o concurso, aceitam a dedicação exclusiva. Não tem meio termo. É um ato ilegal, e, policial bom, é policial que não faz nada ilegal", resume um oficial com mais de 20 anos de Polícia Militar.

Segundo ele, a prática está ligada à cultura do 'jeitinho brasileiro', e foi durante muito tempo incentivada até pelos oficiais. "Tem gente que fez fortuna organizando grupos de segurança privada com os praças mais próximos. É uma relação promíscua e prejudica de muitas formas. O pior, é que poucos têm coragem de peitar. Quem é contra, apesar de estar certo, é taxado de linha dura, caxias", explica.