sábado, 15 de julho de 2017

Policiais desmontam acampamento, mas mantêm briga por reajuste salarial

Policiais civis de Mato Grosso do Sul definiram em assembleia geral, neste sábado (15), suspender o acampamento instalado há 40 dias em frente à sede da governadoria, no Parque dos Poderes, em Campo Grande.

A categoria vai receber reajuste salarial de 7%, a partir de agosto, mês que vem, percentual que já era previsto em lei criada ainda na gestão do ex-governador André Puccinelli, do PMDB, em 2014.

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Agente penitenciário de MS poderá comprar e portar arma fora do horário de trabalho

Agente poderá comprar uma arma de fogo de uso restrito. Pedido deverá ser feito a Agepen e depois ao Exército e passará por uma série de análises.

Por Anderson Viegas, G1 MS
Portaria da Agepen autoriza agentes penitenciários estaduais a comprarem e terem porte de arma para defesa pessoal (Foto: João Garrigó/Sejusp) 

Para defesa pessoal, agentes penitenciários de Mato Grosso do Sul vão poder comprar e portar arma de fogo fora do horário de trabalho. A autorização foi concedida por meio portaria da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), publicada na edição desta quinta-feira (13), do Diário Oficial do estado.

segunda-feira, 10 de julho de 2017

PM e vigilante são mortos por ladrões de banco em Santa Margarida; veja vídeo

O cabo Marcos Marques da Silva morreu com um tiro de fuzil na cabeça. Já o vigilante do Banco do Brasil, que ainda não teve identidade revelada, chegou a receber os primeiros socorros, mas também morreu no local. Duas pessoas foram levadas reféns

 Simon Nascimento * /Jornalismo


Uma tentativa de assalto às agências do Banco do Brasil e da Sicoob terminou com um policial e um vigilante mortos nesta manhã em Santa Margarida, na Zona da Mata de Minas Gerais, a 257 quilômetros de Belo Horizonte. 
Segundo informações da Polícia Militar, um grupo de oito criminosos armados com fuzis atirou contra as agências na tentativa de abrir os caixas eletrônicos. 

Na cidade, havia apenas dois militares no momento da ação. Os PMs foram até o local e trocaram tiros com os criminosos. O caboMarcos Marques da Silva, de 36 anos, foibaleado e morreu na calçada de uma das agências, quando o grupo fugia em uma caminhonete Toro, de placa PYS-6660, levando dois reféns. 


O vigilante Leonardo José Mendes, que não teve a idade informada, chegou a receber os primeiros socorros, mas morreu no local com graves ferimentos. Um segundo vigilante foi ferido e levado para o hospital de Manhuaçu. Os dois homens trabalhavam no Banco do Brasil.

As vidraças dos terminais foram destruídas. O carro foi localizado nas proximidades da cidade, no córrego São Paulo, em São João do Manhuaçu, também na Zona da Mata. Os reféns foram liberados. Segundo a PM, os criminosos fugiram em um Gol, após abandonar a caminhonete.

http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2017/07/10/interna_gerais,882534/pm-e-vigilante-sao-mortos-por-ladroes-de-banco-em-santa-margarida.shtml

sábado, 8 de julho de 2017

Após 30 anos em combate, policiais são escoltados por batalhão e entregues à família


Após 30 anos de serviço, o sargento Luiz Morais da Costa vestiu a farda da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul pela derradeira vez nesta semana. Pela última vez em serviço, ele saiu do 10º Batalhão da Polícia Militar e foi para casa no fim do expediente, desta vez ‘escoltado’ pelos colegas, que o entregaram a família após uma vida dedicada à segurança pública. A cena foi gravada na terça-feira (4) e o vídeo, que emocionou quem assistiu, repercutiu nas redes sociais.

A 'entrega escoltada' pelo batalhão também foi a maneira escolhida para homenagear o Tenente Delazari, na segunda-feira (3). A ideia partiu justamente da família dele, que junto co

sábado, 1 de julho de 2017

CAUSA PRÓPRIA: Câmara aprova moção de repúdio contra guarda municipal após vereador ser multado


Vereador foi multado por estacionar em local proibido, em cima da calçada e em frente ao acesso de cadeirantes. A moção foi aprovada com 16 votos favoráveis.

Por G1 MT


A agente Steffany Anjos da Silva multou um vereador de Várzea Grande (MT) (Foto: TVCA/Reprodução)

Os vereadores de Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá, aprovaram em sessão ordinária uma moção de repúdio contra uma agente da guarda municipal depois quem vereador foi multado por estacionar em local proibido. O pedido foi feito durante a sessão da última sexta-feira (28). O pedido foi aprovado com 16 votos favoráveis.

O pedido foi feito depois que a agente Steffany Anjos da Silva multou o vereador Edilei Roque de Cezário (PTC) que estacionou o carro dele embaixo da placa de proibido, em cima da calçada e em frente ao acesso de cadeirantes.

O local onde o vereador estacionou fica próximo da prefeitura, que fica ao lado da Câmara. Ao todo, são cerca de 200 passos até o estacionamento da Casa de Leis, onde o parlamentar tem uma vaga exclusiva.

"Pedi que ele [vereador] retirasse o carro. O que ele fez foi debochar, dizendo que era só um papel e no final da tarde a multa seria retirada do sistema", contou a agente.

O vereador contesta, dizendo que não estacionou em local proibido. "Não estacionei no lugar errado e nem estava sobre a calçada, estava correto", alegou.



Vereador foi multado ao estacionar em local proibido na prefeitura (Foto: TVCA/Reprodução)

O autor do requerimento, no entanto, é o vereador Pedro Paulo Tolares (DEM). Ele alega que é preciso mais diálogo. "Ela [agente] quer fazer cumprir a lei, os rigores da lei. Entendo que em alguns momentos tem de ter diálogo e isso não está ocorrendo", afirmou o parlamentar.

Dos 21 vereadores, 16 votaram a favor da moção de repúdio e cinco se abstiveram de votar.

Segundo o Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT), a infração é considerada grave e pode gerar R$ 195,23 de multa e cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

terça-feira, 27 de junho de 2017

Acampamento de policiais em frente à governadoria já dura três semanas



Há cerca de 20 dias o acampamento dos policiais civis persiste montado em frente à governadoria com a participação de policiais civis da capital e do interior na escala de revezamento. A ACS (Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar de Mato Grosso do Sul) segue com apoio constante ao acampamento e aguarda, para o próximo dia 3, uma proposta digna de reajuste por parte do Governo do Estado.

“Agradecemos a participação de cada colega que com garra está lutando pela valorização da carreira, enfrentando frio, chuva e até mesmo grandes distâncias para contribuir na manifestação. Certamente a nossa união nos trará a vitória e a avaliação que temos é que o acampamento está cumprindo seu objetivo, pois está recebendo o apoio de toda a sociedade de outras entidades de classe e, sobretudo, está incomodando o governo estadual que a todo momento tenta desqualificar a nossa mobilização. Não desistiremos mesmo diante de todas as dificuldades e não levantaremos acampamento até que o governo estadual cumpra os compromissos firmados conosco”, declarou o presidente do Sinpol-MS, Giancarlo Miranda.

Com informações do Sinpol-MS

Audiência define que concurso da Guarda Municipal deve ser retomado em 30 dias


Grupo de aprovados que aguarda convocação para posse fez campanha de doação de sangue neste fim de semana (Foto: Divulgação)











Audiência conciliatória realizada na tarde de segunda-feira (26) pela 6ª Vara Cível de Dourados resultou no compromisso, assumido pela prefeitura, de apresentar em 30 dias o cronograma de retomada do concurso da Guarda Municipal. Esse termo agora faz parte da ação movida pelo MPE (Ministério Público Estadual) com o objetivo de garantir a posse de 92 candidatos aprovados na prova escrita e nos testes médico e físico realizados em 2016.

terça-feira, 20 de junho de 2017

Policiais Militares do MS recebem 16º salário do Brasil, graças ao abono.

Os policiais militares do Mato Grosso do Sul recebem o 16º maior salário do país graças ao R$ 200,00 de abono que recebem no salarios. A listagem com valores dos salários pagos a PMs em todos os Estados da Federação e do Distrito Federal foi divulgada neste sábado, após um levantamento feito por jornalistas do G1 com dados, fornecidos pelos governos. Os vencimentos levam em conta o salário-base da categoria mais as gratificações incorporadas a ele, ou seja, comuns a todos os soldados de cada Estado. As vantagens variáveis, que podem ou não ser concedidas, não entram na conta.
Além dos dados fornecidos pelos governos estaduais, a equipe de reportagem também solicitou os valores para as associações de cabos e soldados. Em quase todos os Estados, os valores passados foram exatamente os mesmos.
Os policiais militares do MS recebem R$ 3.556,79. Mais se o governo tirar os duzentão, nosso estado voltara a amargar um dos piores salários do Brasil.


quinta-feira, 15 de junho de 2017

Militares podem deflagrar Operação Tartaruga caso Governo insista em reajuste zero


Militares aguardam nova proposta do Executivo, que hoje chamou o presidente da ACS para nova reunião. (Foto: Adilson Domingos)

Policiais e bombeiros militares decidiram aguardar uma nova proposta do Governo do Estado até o dia 3 de julho, data em que o Executivo prometeu receber, novamente, os servidores. Caso a proposta de reajuste zero seja mantida, uma Operação Tartaruga será deflagrada pela categoria.

A deliberação saiu em assembleia realizada nesta segunda-feira (12), na sede da AOFMS (Associação dos Oficiais Militares de Mato Grosso do Sul). Segundo o presidente da ACS (Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar de Mato Grosso do Sul), Edmar Soares da Silva, que foi chamado para uma reunião hoje com o secretário Eduardo Riedel, a categoria deve aguardar até o dia 10 uma nova proposta do Governo.


“O Governo deve dar uma resposta sobre o reajuste linear até o dia 3. Depois, pediu mais cinco dias para tratar das especificidades, como verticalização e reestruturação das carreiras. Caso a resposta ainda não esteja a contento, a Operação começa no dia 11, como decidiu a assembleia. Se houver uma mudança de posição, uma nova assembleia será chamada para tirarmos novas deliberações”, afirmou.

Após assembleia, policiais e bombeiros cantam hino na porta da governadoria. (Foto: Adilson Domingos)

Ainda conforme Edmar, o deputado estadual Coronel David, ex-comandante da Polícia Militar, tem sido importante para a busca de um consenso entre servidores e Executivo, já que também intercedeu em favor do Sinpol.

Após a assembleia, os militares seguiram até a frente da Governadoria, onde permaneciam acampados, e cantaram o hino nacional juntamente com os policiais civis que seguem no local.

Jeozadaque Garcia
Assessoria de Imprensa da ACS

terça-feira, 6 de junho de 2017

Policiais e bombeiros fecham o trânsito na Governadoria em primeiro manifesto contra reajuste zero



Manifesto de policiais e bombeiros fechou o trânsito na porta da Governadoria. (Fotos: Jeozadaque Garcia)
Manifesto de policiais e bombeiros fechou o trânsito na porta da Governadoria. (Fotos: Jeozadaque Garcia)
Policiais militares e bombeiros realizaram, na tarde desta segunda-feira (05), o primeiro manifesto contra a política de reajuste zero que o governador Reinaldo Azambuja ofereceu ao funcionalismo público. Em ato na porta da Governadoria, que reuniu dezenas de militares, o trânsito foi fechado em uma das vias e o presidente da ACS (Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar de Mato Grosso do Sul) teceu duras críticas ao chefe do Executivo.