terça-feira, 28 de maio de 2013

DOF entrega medalhas e comemora 26 anos de atuação na faixa de fronteira

Em seu 26º aniversário, o Departamento de Operações de Fronteira (DOF) comemora ao longo deste período resultados significativos (Fotos:Dourados Agora)
Em seu 26º aniversário, o Departamento de Operações de Fronteira (DOF) comemora ao longo deste período resultados significativos através de uma atuação na fronteira que vem servindo de modelo para outras instituições do Brasil. Personalidades civis e militares que contribuíram para o trabalho da Corporação foram agraciados nesta terça-feira (28) com a Medalha Águia da Fronteira.
Em solenidade comemorativa à criação do Departamento, as personalidades foram agraciadas com a medalha que é o maior mérito concedido a quem contribui para o aperfeiçoamento e projeção da instituição. Criado há 26 anos a partir de uma necessidade de segurança na área rural, entre as personalidades civis o DOF homenageou produtores rurais dos municípios de Nova Alvorada do Sul, Caarapó e Ponta Porã.
O governador André Puccinelli fez questão de ressaltar a importância da instituição para levar mais segurança e tranquilidade aos sul-mato-grossenses. “Nosso obrigado a todos os componentes do DOF pela excelência do policiamento, assim como a todos que chefiaram o DOF”, ressaltou.
 
Na oportunidade, o governador anunciou mais investimentos ao Departamento. “Neste ano ainda haverá incorporação de maior contingente do DOF bem como a instrumentalização com equipamentos de informática. Entregaremos ainda 21 viaturas que ainda estão em fase licitatória”, anunciou. O DOF já recebeu cinco viaturas e outras 21 têm a previsão de serem entregues no mês de julho.
Atualmente o DOF atua em 51 municípios, com presença mais efetiva na linha fronteiriça, em especial na área rural. O trabalho é realizado por mais de 120 policiais militares e civis. Para os prefeitos dos municípios localizados nesta faixa, a atuação do Departamento traz a tranquilidade e a segurança necessária. “É de suma importância para o nosso Estado e é reconhecido nacionalmente”, elogiou o prefeito Murilo Zauith.
Conforme o prefeito, o grupo antes criado para dar segurança ao produtor rural hoje tem outro foco. “O trabalho se estende muito mais. O desafio antes era dar a tranquilidade para a produção rural. E hoje o Departamento realiza, entre outras ações, a apreensão de drogas. Temos orgulho do DOF”, ressaltou.
Criado para atender os produtores rurais, tiveram principalmente na época do então Grupo de Operações de Fronteira 16 policiais civis e militares e recebeu o apoio do setor rural.
Modelo
Conforme o comandante do DOF, coronel Edilson Osnei Nazareth Duarte, foi uma longa caminhada para chegar ao atual modelo e que vem servindo de referência para outras instituições do Brasil. “São 1.517 quilômetros de fronteira com o Paraguai e a Bolívia atuando também nas estradas vicinais. Nestes locais com certeza haverá uma equipe pronta para agir. Este trabalho realizado tem tido reflexos em outras unidades da Federação sendo que grande parte das drogas e armas apreendidas se destinam aos grandes centros do País. Hoje somos reconhecidos nacionalmente”, disse coronel Duarte ao ler a Ordem do Dia.
Conforme coronel Duarte, o efetivo treinado e capacitado tem a responsabilidade de dar o melhor de si para o engrandecimento da instituição. “Comemoramos com orgulho e rememoramos a nossa história em que bandidos se aproveitavam da calmaria da região e com a união de policiais civis e militares combatemos a violência. Com isso, a agropecuária cresceu e a indústria ficou mais forte. Restauramos a ordem e trouxemos a segurança”, ressaltou.
De acordo com o balanço apresentado durante a solenidade, no período de janeiro a abril de 2013 foram apreendidos mais de 2,7 mil quilos de maconha; 36 quilos de cocaína; dois quilos de haxixe e 15 quilos de pasta base. Em todo o ano passado o DOF apreendeu mais de 23 mil quilos de maconha e 103 quilos de cocaína.
Para o secretário de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, o DOF na sedimentação do policiamento itinerante criou uma forma de trabalho e, mais do que isso, deu vida. “Tanto que se tornou uma referência nas dez unidades da Federação. Nos últimos sete anos foram apreendidas mais de 200 toneladas de drogas sem falar em armas, prisões, contrabando e outros crimes. Elogio a forma rotineira e sistemática deste policiamento itinerante”, disse.
A solenidade contou com a presença do ex-secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Francisco Leal de Queiroz, responsável pela criação do GOF – Grupo de Operações de Fronteira, em 1987. Na oportunidade ele levou o decreto de criação do grupo para deixar no DOF. O evento também contou com a presença do ex-comandante do DOF em Dourados, coronel Adib Massad.
Fonte: Douradosagora

0 comentários :

Postar um comentário