terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Soldados da PM vão à Assembleia pedir mudança nos critérios de promoção a cabo

Soldados da Polícia Militar estão na Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (9), onde foram pedir mudanças na legislação sobre a promoção da patente a cabo. O grupo reclama que haveria injustiças na modalidade adotada atualmente.

Segundo o presidente da ACS (Associação dos Cabos e Soldados), Edmar Soares, em 2012 foi alterada a lei sobre a promoção dos militares. Até então, diz ele, um soldado era promovido a cabo somente por antiguidade – após oito anos de serviço – e, depois, passou a 60% por este critério e 40% por meritocracia, mediante seleção interna.

Conforme a mesma fonte, por conta da mudança, há soldados com 11 anos de serviço atualmente e sem promoção. Com isso, diz Soares, militares mais antigos nesta patente são obrigados a fazer outros serviços para complementar a renda, além de serem preteridos por mais novos nos concursos internos.

Representando esta turma, soldado Rolendo falou na tribuna da Assembleia, emocionando-se ao reclamar da mudança de regras quando, segundo ele, estava próximo da promoção. Recebeu solidariedade de deputados.

O presidente da Assembleia, Jerson Domingos (PMDB), por exemplo, disse que a casa não irá impedir mudança na lei. No entanto, completa, algo neste sentido deve ser encaminhado pelo Executivo – ou seja, é preciso que a categoria convença o governador a mudar novamente as regras.

Marquinhos Trad (PMDB) sugeriu que o Legislativo envie alguém para conversar com o governador, André Puccinelli (PMDB), no sentido de atender a reivindicação. Os militares disseram que já foram ao governo e, até o momento, não avançaram neste sentido.

midiamax

0 comentários :

Postar um comentário